Está um pouco difícil achar bons filmes de terror que realmente impressionem ou assustem. Entretanto, de vez em quando, somos surpreendidos com produções aqui ou ali que valem muito a pena conferir:

filmes de terror

Boa noite, mamãe!

Se você preza por uma boa história perturbadora, eis o filme perfeito! Boa noite, mamãe! é uma obra austríaca muito premiada pela sua trama mirabolante com uma impressionante reviravolta muito bem orquestrada numa narrativa minimalista, com pouquíssimas falas, mas que conversa muito com o público através de sua maravilhosa fotografia. A premissa gira em torno de irmãos gêmeos que recebem sua mãe após uma série de cirurgias plásticas, porém os meninos desconfiam que a mulher que voltou é, na verdade, uma impostora. A paranoia dos meninos é uma crescente que contagia o espectador e torna a trama muito ambígua, ao passo que paralelamente à isso, mostra o que pode ser interpretado como uma perda de identidade da figura que ora temos empatia ora duvidamos de sua inocência.

filmes de terror

Resolution

Resolution é uma produção independente dos diretores Justin Benson e Aaron Moorhead que, talvez por causa do baixíssimo orçamento, deram asas à imaginação e construíram essa ótima trama totalmente original. A narrativa se inicia com Micheal indo ao encontro de seu amigo, Chris, e o obriga a largar as drogas para que assim saiam daquela área estranha. Entretanto, inicia-se um jogo mental entre o longa e o espectador quando a dupla passa a receber uma série de fitas e fotos de ambos tiradas de ângulos impossíveis de ter uma câmera. Ainda que Resolution compartilhe do mesmo universo que o próximo filme da lista, ele funciona muito bem por si só e deixa um amplo espaço para interpretação do público. Nem sempre uma boa história precisa de ótimos efeitos especiais ou um elenco conhecido para funcionar, e são nesses longas que nos surpreendemos com histórias inovadoras.

filmes de terror

O Culto

Esse longa pode ser entendido como uma continuação de Resolution, já que ambas se passam no mesmo universo e algumas questões deixadas em aberto no primeiro são respondidas aqui. O Culto já é centrado nos irmãos Justin e Aaron, interpretado pela dupla de diretores, que fogem de um culto há alguns anos, porém o irmão mais novo decide voltar para a comunidade que realizava o culto. A mesma bizarrice do anterior é melhor explorada nesse, com direito à um crossover com os personagens Michael e Chris. Apesar de ser um pouco mais expositivo, ainda assim é um ótimo longa e perfeito para aquele público que não gosta muito de finais abertos e questões sem resposta, sem contar no trabalho incrível com a fotografia feita pelos próprios diretores.

Curtiram as dicas? Comentem aí!

Veja também: 5 filmes com psicopatas bizarros