A política Brasileira sempre pareceu mais enredo de série, não é atoa que serviu de inspiração para a série O Mecanismo da Netflix. Desde o começo a série tem feito várias analogias com a realidade política Brasileira. Nesta segunda temporada a serie de José Padilha traz um personagem baseado no presidente Bolsonaro, o personagem é interpretado por Garcia Júnior.

Graciliano junior em o mecanismo

No último episódio da segunda temporada, acontece a votação de impeachment da presidente Janete Ruscov. Uma referência ao processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Entre vários políticos que se aproxima do microfone, está um deputado, ainda sem nome que faz um discurso que praticamente copia as palavras de Bolsonaro, que na época era deputado.

compare os discursos:

Nesse dia de glória para o povo brasileiro, tem um nome que entrará para a história nessa data pela forma como conduziu os trabalhos nesta casa: parabéns, presidente Carlos Penha. Perderam em 1964 e perderam agora. Pela inocência das crianças em sala de aula. Contra o comunismo. Pela nossa liberdade. Pela memória do coronel que apavora a presidente Janete. Pelo Brasil acima de tudo e por Deus acima de todos, meu voto é sim!” Discurso do personagem.

“É um dia de glória para o povo brasileiro. Tem um nome que entrará para a história nessa data, pela forma como conduziu os trabalhos nesta casa: parabéns, presidente Eduardo Cunha. Perderam em 64, perderam agora em 2016. Pela família e pela inocência das crianças em sala de aula que o PT nunca teve. Contra o comunismo. Pela nossa liberdade. Contra o Foro de São Paulo. Pela memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o pavor de Dilma Rousseff. Pelo exército de Caxias, pelas nossas Forças Armadas. Por um Brasil acima de tudo e por Deus acima de todos, o meu voto é sim.” Discurso real proferido por Bolsonaro.

Será que na próxima temporada de O Mecanismo, teremos este personagem em uma corrida presidencial? vamos ter que esperar para descobrir.