Keya Morgan, ex-empresário do co-criador de quadrinhos Stan Lee, recebeu 5 acusações de abusos contra Lee. As acusações incluem fraude, falsificação e cárcere privado. Alguns desses incidentes teriam acontecido no ano passado, quando ele tinha 95 anos. As informações foram entregues pelo Tribunal Superior de Los Angeles ao Los Angeles City News Service.

A porta voz do tribunal informou que um mandado de prisão foi emitido contra Keya.

Morgan já havia sido acusado de abusos pela família de Lee em 2017, na época a família pediu um mandado de restrição.

lee e morgan juntos
Stan Lee’s Business Partner Keya Morgan

O promotor de Los Angeles não pode dar mais informações sobre o assunto, os advogados de Morgan não puderam ser encontrados. Entretanto Morgan negou todas as acusações.

Lee, o co-criador de “Homem-Aranha”, “Homem de Ferro”, “O Hulk” e dezenas de outros super-heróis da Marvel, morreu em novembro de 2018 com a idade de 95 anos.

Em documentos oficiais emitidos no ano passado, Morgan foi acusado de tomar o controle da casa de Stan Lee. Além disso ele Contratou seguranças para manter a família e amigos afastados; E em seguida transferiu o escritor de quadrinhos para um apartamento desconhecido.

No ano passado, Morgan respondeu a acusações dizendo:

“Por mais de 10 anos, não demonstrei nada além de amor, respeito e gentileza para com Stan Lee e sua esposa; Um fato que ele repetiu inúmeras vezes. Esta caça, foi criada por sua filha contra mim porque ela não suporta o fato de Stan gostar tanto de mim. Mas. eu vou provar 100%. Sem sombra de dúvida, que as alegações contra mim são falsas. A verdade virá à tona.”

Fonte: TMZ

Leia também: Cummings é acusado de assedio.