O primeiro episódio da 3° temporada de Os Simpsons, Papai Muito Louco (Stark Raving Dad, nos EUA), será removido de todas as mídias que transmitem a série.

Estreado em 1991, ele apresenta Homer Simpson, personagem principal, internado em um sanatório dividindo a cela com Leon Kompowsky. Ele é um “peculiar” paciente que tem a convicção de ser Michael Jackson. Aliás o próprio Michael dublou o personagem.

Parte do ep. com a voz de Michael

O episódio é considerado um clássico, mas os responsáveis da animação não o veem mais desta forma. Em meio aos desdobramentos negativos do polêmico Leaving Neverland (HBO), e após o produtor, James L. Brooks, e o criador, Matt Groening assistirem o doc, o episódio será tirado do ar. 

Segundo Brooks, fazer a retirada será como “mostrar compaixão” pelas supostas vítimas apresentadas no filme “Deixando Neverland”.

Sobre o documentário “Deixando Neverland”

Sob os relatos de James Safechuck e Wade Robson, a imagem da relação amigável do astro com eles e seus familiares é recontada de forma a revelar traumas,  apresentando “evidências de um comportamento monstruoso”, como confessou o produtor de Os Simpsons.

Deixando Neverland estreou semana passada (25) na HBO americana, em 2 episódios, e obteve uma das maiores audiências da emissora – 1,29 milhões de telespectadores no primeiro, e no segundo com 927 mi.

No Brasil será exibido nos dias 16 e 17 de março.

Veja também: Músicas de Michael Jackson são censuradas em rádios