Autor: Baah Momberg

Menina violoncelista e pianista, se formando na música clássica , saindo da zona de conforto e explorando o mundo.
Música é a arte de manifestar os diversos afetos da nossa alma mediante ao som, e assim se tivermos curiosidades para pesquisar a história da sétima arte podemos saber que uma se encontra perfeitamente com a outra.  A música constitui um dos mais poderosos elementos dramáticos da produção audiovisual, ocupando uma posição privilegiada na trilha sonora cinematográfica. Se o cinema é a “sétima arte”, a música é a primeira segundo o mesmo Ricciotto Canudo (teórico e crítico do cinema). As composições para o cinema começaram no século XIX, principalmente na época do cinema mudo, quando os únicos sons produzidos eram os acordes tocados por um pianista ou pelos instrumentistas de uma orquestra. Em 1931 Charlie Chaplin foi um dos diretores britânicos que reconheceu a falta de trilha sonora nos filmes, tanto é que passou a fazer composições orquestrais para acompanhamento e isso se tornou histórico, pois o público começou a interagir muito mais do que antes com os sentimentos ao cinema. Logo após o reconhecimento de Chaplin a trilha sonora foi também reconhecida pelos demais e priorizada como parte do mundo cinematográfico, pois com ela as emoções viriam a tona.  Não há só uma única definição para o surgimento de orquestras na área cinematográfica, uns dizem que é algo utilitário e outros a afirmam como um meio de expressão particular, com qualidades e normas estéticas intrínsecas. A trilha sonora não é, assim, secundária a nenhum outro elemento da produção, direção de arte, roteiro, etc. Essa área da produção gera muito detalhe e captações das cenas, o clima da narrativa que está sendo passada e que irão dar uma sequência, esses fatores vão contribuir para a expressão emocional do público. Quando ela tende a uma qualidade original é necessário ter equilíbrio na cena, ao som e no dialogo dos personagens, por isso o diretor sempre deve acompanhar essa parte porque cada ideia que ele obtêm vai contribuir para a orquestra.  As composições não vêm do nada, e sim de inspirações alheias, e vão criando trechos e novas partes até que se obtenha o resultado final. Vale ressaltar que o compositor que vemos o nome estampado em alguma premiação, sites e nos créditos finais, são pessoas que contribuíram uma parte, por exemplo, John Williams muito conhecido por fazer a trilha sonora de Star Wars, Jurassic Park, Indiana Jones, etc. Ele não compõe sozinho, vai ser apenas o líder contribuidor, pois a orquestra irá trabalhar em conjunto, um vai dar sua opinião de criação e isso é comum ser coletivo, o que é muito bacana expressar as ideias até que se ache uma música tema e as demais.

 Como funciona a orquestra

Geralmente os maestros já tem sua orquestra, que é de 40 á 60 músicos em grupos de naipes (naipe é o nome dado aos grupos de instrumentos) sempre são passados por um teste primeiro para ver a qualificação que esse músico atinge, ou seja, a formação é igualar das demais orquestras como de câmaras, festivais, etc.. O compositor juntamente com o diretor irão expor suas ideias de como imaginam as composições para a obra, durante as gravações pode mudar ou modificar as cenas, mas a trilha ainda continua sempre repassando e reavaliando, até que tenha o resultado gratificante para ambos. 

A voz

A voz, representada pela palavra falada, o texto verbal, está presente nos diálogos, na voice over  (narração) e eventualmente também no walla.  Seguindo o padrão clássico do cinema, o diálogo é o principal, ou o mais importante dos elementos da trilha sonora. Se o ser humano ouvir vozes no meio de outros sons que o rodeiam (sopro do vento, música, veículos), são essas vozes que captam e concentram logo a sua atenção. Depois, em rigor, se as conhecer e souber quem está a falar e o que dizem, poderá então interessar-se pelo resto.

Silêncio

John Cage já afirmara que “nenhum som teme o silêncio que o extingue, e nenhum silêncio existe que não esteja pregnante de som” assegura que o silêncio soa quando este interrompe o som ou se segue a ele, reverberando com o tecido daquilo que soava. “Quando o silêncio precede o som, a antecipação nervosa o torna mais vibrante”. O silêncio pode ter também no universo audiovisual um valor sintático – onde é empregado como elemento separador entre dois eventos sonoros e indica que “em seguida, começará algo completamente diferente”; um valor naturalista – onde está de acordo com um valor dramático – geralmente usado para criar efeitos emocionais, como por exemplo, de suspense, tensão, perigo, angústia, medo, solidão, introspecção, etc.. Em meia trilha sonora: o cinema e seus sons a tantos sons, o silêncio encontra seu espaço na trilha sonora cinematográfica e também é um elemento importante.

Algumas trilhas sonoras:

 Harry Potter e O Prisioneiro de Azkaban

Buckbeak’s Flight

Compositor: John Williams Uma das maiores composições da trilha sonora do terceiro filme agregando uma melodia forte como os fãs pottehead dizem “Faça qualquer coisa escutando essa música que o resultado vai ser bom”.

Cena

Maze Runner: Prova de Fogo

Theme, End Credits

Compositor: John Paesano Nos créditos finais sempre vai se passar em minutos algumas ou todas as músicas que durante vimos nos filmes de principio sempre o tema e logo depois as outras- o tema pode ter modificações nos créditos e ao invés de instrumentos optam por coral .

La La Land

Summer Montage/ Madeline

Compositor: Justin Hurwitz O filme gira em torno do famoso Jazz, então é improviso que ouvimos sendo os próprios músicos criando, posso ressaltar que durante o período barroco os grandes compositores como Bach e Vivaldi trouxeram essa parte de diversos gêneros musicais mesmo que mais tarde o Jazz realmente nasceu em New Orleans, gerando tendências.

Spirit – O Corcel Indomável

Run Free

Compositor: Hans Zimmer Até nas animações tem essa riqueza, e como já escrito a cena tem que se equilibrar, e muita das vezes prestamos atenção no dialogo e esquecemos de ter uma percepção maior na música de fundo. Então para finalizar, reflito que a música é um instrumento de vida, pois o que precisamos para enfrentar nossos nevoeiros é de uma extraordinária trilha sonora, minhas últimas palavras para vocês são: entender o potencial narrativo que os elementos sonoros podem proporcionar para um filme é também um dever do realizador cinematográfico. A força expressiva que o som proporciona para uma obra audiovisual é hoje incontestável. E além de movimentar todo um abrangente mercado profissional, se consolida como uma nova área de pesquisa e estudos de cinema. Aprecie as trilhas sonoras!
O público está acostumado com séries norte-americanas que muitas das vezes proporciona bastante ofertas maiores, assim esquecendo as produções até então feitas no Brasil, mas não devemos esquecer de outras séries ao redor do mundo.

 

SKAM

A série norueguesa se baseia na vida de adolescentes que estudam na escola Hartvig Nissen, em cada temporada retrata acontecimentos e problemas reais como: homossexualidade, relacionamentos e religião (com foco de um personagem diferente a cada temporada).

Emissora: NRK P3
Número de temporadas: 4
Idioma: Norueguês

 

O Hipnotizador

Uma série produzida pela HBO, sendo uma adaptação de quadrinhos criados pelos argentinos Pablo De Santis e Juan Sáenz Valiente. O elenco se baseia em atores da América do Sul incluindo o Brasil, mistura de várias nacionalidades para solucionar casos devastadores para o hipnotizador Arenas.

Emissora: HBO
Número de temporadas: 2
Idioma: Castelhano

Hollands Hoops

Série de origem holandesa, um psiquiatra forense após perder o emprego, se muda com a  família desordenada para a mansão de seu pai, descobrindo uma formação de drogas. Assim, para salvar sua vida se vê obrigado a participar de alianças criminosas.

Emissora:VARA,VPRO e NPO 2.
Números de temporadas: 2
Idioma: Holandês

 

Au Service de la France (A Very Secret Service)

Uma série original da Netflix em que podemos ver durante os episódios um humor francês de forma irônica e inteligente, a história basicamente conta de um homem comum que acaba se tornando um agente do serviço secreto da França, em 1960.

Emissora: Netflix e ARTE (Association relative à la télévision européenne)
Número de temporadas: 1
Idioma: Francês

 

An African City

Para quem é fã de Sex and The City, vai gostar dessa série que tem o mesmo contexto, mas se passa na África onde podemos obter um visual diferente e os amores de cinco amigas que vivem em Acra.

Emissora: Youtube (oficial)
Números de temporadas: 2
Idioma: Inglês

 

Gomorra

Baseada no best-seller do escritor italiano Roberto Saviano, a história conta que um dos líderes da máfia de Nápoles é preso, fazendo um desencadeamento de caos e brigas a sangue frio.

Emissora: Shy Itália e Shy Atlantic
Números de Temporadas: 3
Idioma: Italiano

Merlí

O professor de filosofia Merlí, consegue tirar pensamentos livres de seus alunos usando vários métodos ortodoxos baseando-se em filósofos clássicos.

Emissora: TV3
Temporadas: 3
Idioma: Catalã

A Menina Sem Qualidades

A adaptação da obra da escritora alemã Juli Zeh, mostrando o envolvimento de uma garota superdotada com um rapaz empenhado em testa-la a qualquer custo com os limites das regras sociais.

Emissora: MTV Brasil
N° de Temporadas: 1
Idioma: Português (brasileiro)

 

Deutschland 83

A primeira série alemã a ser transmitida nos Estados Unidos conta a história de um jovem da Alemanha Oriental que é enviado para a Alemanha Ocidental como espião do serviço de inteligência.

Emissora: RTL Television, Sundance TV
Número de temporadas: 1
Idioma: Alemão

 

Filhos do Rock

É uma série que mostra e tenta influenciar o público de como o rock se desenvolveu em vários lugares pelo mundo, acompanhando uma banda brasileira que luta pela fama fazendo várias referências da época.

Emissora: Rádio e Televisão de Portugal (RTP1)
Número de temporadas: 1
Idioma: Português (Portugal)

 

 

Nem Que a Vaca Tussa (2004).

Após a fazenda Pedacinho do Céu receber um aviso de despejo, três vacas tentam capturar um bandido chamado Alameda Slim, para receberem a recompensa e pagar as despesas.

⇒A trilha sonora foi feita por Alan Menken autor da trilha de A Pequena Sereia e Bela e a Fera.

Irmão Urso (2003).

Kenai é um jovem índio, quando seu irmão Sitka é morto por um urso, Kenai mata o mesmo, mas por mágica é transformado em um deles, e entra em uma aventura com Koda um pequeno urso que começa a ser um irmão para Kenai mesmo querendo voltar a sua forma humana.

⇒Não só nos faz chorar, como a trilha sonora é fantástica e feita por Phil Collins.

Atlantis: O Reino Perdido (2001).

A aventura de Milo Thatch em busca de um Império, quando descobre pistas em um antigo manuscrito para chegar a Atlantis.

⇒Nessa animação temos a princesa Kidagakash raramente mencionada no universo da Disney, mas é uma personagem feminina fantástica.

 

O Corcunda de Notre Dame (1996).

Um corcunda chamado Quasimodo (meio formado), é um tocador de sino da famosa igreja de Notre Dame, durante sua vida se apaixona por Esmeralda uma cigana, em Paris no século 15 e deverá enfrentar algumas autoridades de um juiz de más intenções.

⇒ O uso de computadores na época já havia passado por vários avanços, assim todos os cenários do filme foram feitos digitalmente.

 

As Peripécias do Ratinho Detetive (1986).

Basil de Baker Street é um famoso ratinho detetive que é contratado por Olívia, que não sabe o paradeiro de seu pai, um fabricante de brinquedo. Só não sabia que seu inimigo Ratagão estava por trás do mistério.

⇒ O compositor da animação foi Henry Mancini.

 

O Caldeirão Mágico (1985).

Um garoto chamado Taron embarca em uma missão heroica, com ajuda de uma espada mágica ele deve impedir que o malvado Horned King liberasse poderes do mal em um caldeirão mágico.

⇒O filme não é muito comentando pois é uma versão “dark”, um visual sinistro que quem assiste pela primeira vez pode pensar “Esse filme é mesmo da Disney?”, e até então não é muito considerado parte das produções de Walt Disney (Sem contar que tem uma personagem princesa chamada Eilonwy).

O cão e a Raposa (1981).

Uma amizade pura entre animais diferentes, o que leva a um filme divertido e conflitos durante a juventude. Dodó é uma pequena raposa órfã que é adotada por uma senhora, depois de um caçador matar sua mãe. Ela convive com Tob um filhote de caça, mas o curioso é como mantém as amizades já que podiam ser inimigos.

⇒O produtor Wolfgang Reitherman trouxe o animal de estimação do filho como uma inspiração e fonte de referência para os animadores.

 

Bernardo e Bianca: Missão Secreta (1977).

Bernardo e Bianca são dois ratinhos de Nova York, membros da Sociedade de Resgate, que ajuda aos necessitados.

Decidem aceitar a missão, ajudando uma garotinha órfã chamada Penny que está em apuros nas garras de Madame Medusa (uma das vilãs mais assustadoras) usando a pequena para encontrar o diamante chamado “O Olho do Diabo”.

⇒No primeiro ano de produção os animadores pensaram em colocar Cruella DeVil como vilã ao invés de Medusa.

 

A Espada Era a Lei (1964).

Adaptações da Disney sobre a fábula do Rei Arthur. Conta à história de Arthur mais conhecido como Wart durante sua juventude, ajuda seu irmão adotivo Kay a se tornar um cavaleiro. Durante os dias Wart encontra a cabana de um feiticeiro desastrado chamado Merlin, e afirma ao garoto que seu futuro será rico em grandeza.

⇒O filme faz parte do “Ciclo Inglês” juntamente com Alice no País das Maravilhas (1951) e Tarzan (1999).

 

 

Você ja foi à Bahia? (1942).

O clássico patriótico para nós, uma live-action mais animação que se passa no Brasil, com os personagens Zé Carioca e Panchito (pássaros latinos), ajudando o pato Donald com suas aventuras.

⇒Um dos clássicos mais espetaculares com a trilha sonora composta por músicas brasileiras como “Aquarela do Brasil“.

O filme estrela Dylan O’brien como Mitch Rapp, um agente especial da CIA recrutado para trabalhar em uma missão com o veterano da Guerra Fria Stan Hurley (Michael Keaton), essa investigação pode levar a uma guerra letal turca podendo ser chamada de Terceira Guerra Mundial
.  
  1. American Assassin, foi baseado no décimo primeiro romance (cronologicamente o primeiro) do best-seller do autor Vince Flynn.
  2. Dylan O’brien queria ter um melhoramento no personagem e fez dois dias de academia para treinamento em combates:
    “Sim, era dois dias na academia, muitos pesos pela manhã e depois lutavam na formação da tarde, duas vezes por semana fiz jiu-jitsu. Meu treinador Roger Yuan era muito mais do que um treinador para mim, para ser sincero. Ele foi tão bom em me educar em geral, ao invés de me mostrar como jogar um soco, era realmente me educar sobre esses estilos de luta e movimento e respiração. Ele não é apenas um empate muscular, um soco que joga tipo de treinador. Era tudo sobre flexibilidade, movimento e velocidade, apenas compreendendo esses diferentes tipos de artes marciais que ele estava me ensinando.Essa foi a maior parte, obviamente, tivemos algumas limitações no início do treinamento, porque ainda havia cerca de quatro ou quatro meses e meio após a cirurgia. Quando fomos, pude aumentar cada vez mais. Eu ganhei mais do que eu poderia fazer mais do meu médico e foi apenas dois dias por 8 semanas e ele (Yuan) ficou comigo basicamente pelo filme inteiro. Fizemos exercícios de movimento no set, eu tinha poucos pesos no meu trailer. É hilário que é a primeira vez que eu já tive algo assim, então foi divertido.”
     
  3. Steven Price compositor responsável pela trilha sonora foi ganhador do Oscar de Melhor Trilha Sonora Original pelo filme “Gravity” (Gravidade-2013), também ganhou sucesso pelas trilhas dos filmes Baby Driver: Em Ritmo de Fuga (2017), Esquadrão Suícida(2016), entre outros.         
  4. O diretor Michael Cuesta foi uma das últimas opções, pois foi cogitado Antoine Fuqua (Sete Homens e Um Destino-2016 ), Jeffrey Nachmanoff (Reféns-2014 e O Turista-2010) e Edward Zwick (Jack Reacher: Never Go Back-2016), para assumir o lugar da direção.

    Generated by IJG JPEG Library
  5. Dylan conquistou seu papel disputando com atores que obteram experiências ao longo dos tempos, como Gerard Butler ( Invasão à Casa Branca-2013 e Invasão à Londres- 2016), Colin Farrell (The Lobster-2015 e Animais Fantásticos e Onde Habitam-2016) e Matthew Fox (Lost 2004-2010 e Rastro de Maldade 2015).
  6. Michael Keaton sempre foi um dos atores favoritos de Dylan, e se sentiu honrado em fazer um filme com o ator que tanto tinha acompanhado desde a infância.
  7. Orçamento foi de US $ 33 milhões e nas Bilheterias US $ 51,8 milhões.
  8.  Alguns atores do elenco fizeram parte do universo da Marvel: Scott Adkins interpretou Lucian em Doutor Estranho (2016) e Taylor Kitsch interpretou Remy LeBeau em X-Men Origens: Wolverine (2009).
  9. A barba e o cabelo comprido de Dylan visto nos trailers eram reais, mas no filme em certas partes foram aplicadas na maquiagem.
  10. Apesar da ação e adrenalina O’brien e Keaton em várias cenas ficaram intimidando o pessoal nos tiroteios: ” Michael Keaton: Alguns dos nossos caras das cenas de ação eram muito molengas”
    “Dylan O’brien: Quando chega perto dos caras das cenas de risco e eles têm 18 quilos a mais, como você não vai intimidá-los?”.
Esses foram basicamente curiosidades que estão “invisíveis” aos olhos do público e que devem ser pesquisadas.
Não deixem de ver O Assassino: O Primeiro Alvo (American Assassin).
Disponível em formato digital.

Season Finale: Teen Wolf

“Séries são como filmes de pequenas durações, onde deixam nossas emoções mais aflitas e incontroláveis, são uma obra que demora para se acabar, mas quando acaba é extraordinário o fim que se começa”- M.O

Não é fácil desapegar de um série na qual nos capturou por completo não é mesmo?

Deve ser pela trama envolvida, os personagens fascinantes e sarcásticos, a música de abertura, os vilões que ao longo dos tempos viraram os “mocinhos” e claro a história por trás de todas as temporadas.

Há exatamente duas semanas atrás uma das melhores séries acolhidas pelo público chegou ao fim.

Teen Wolf conta a história de um jovem preso no ensino médio chamado Scott McCall (Tyler Posey) que vive em Beacon Hills. Sua vida mudou após ser mordido por um lobisomem na floresta por onde procurava sua bombinha de asma junto de seu melhor amigo Stiles Stilinski (Dylan O’brien). Com o tempo ele se torna mais forte e passa a  esconder sua forma de lobisomem para não prejudicar a sua vida adoslecente.

Ao longo das temporadas ele tem ajuda como: Mieczysław “Stiles” Stilinski (Dylan O’brien),seu melhor amigo humano; Allison Argent (Crystal Reed),seu primeiro amor que vem de uma linhagem de caçadores; Lydia Martin (Holland Roden), banshee; Jackson Whittemore (Colton Haynes), ex-rival de Scott; Derek Hale (Tyler Hoechlin), amigo/lobisomem; Malia Tate (Shelley Hennig),coiote e novo amor de Scott; Kira Yukimura (Arden Cho) , kitsune; Isaac Lahey (Daniel Sharman), amigo/lobisomem; Theo Raeken (Cody Christian), quimera e enfim, Liam Dunbar (Dylan Sprayberry) e Hayden Romero (Victoria Moreles), seus novos betas.

Também conta com o apoio de sua mãe Melissa McCall (Melissa Ponzio), enfermeira do hospital de Beacon Hills; Xerife Noah Stilinski (Linden Ashby), pai de Stiles; caçador Chris Argent (J.R. Bourne), pai de Allison e o policial Jordan Parrish (Ryan Kelley), que no sobrenatural é um cão do inferno.

Teen Wolf foi dirigida pelo diretor/ escritor Jeff Davis.

A sexta temporada alcançou a terceira com maior número de audiência, 6A  é voltada para os Cavaleiros Fantasmas e 6B a história da linhagem de caçadores com a dos lobisomens, ao todo foram 20 episódios ao ar. De uma forma, a crítica que podemos abordar na segunda parte seria que o final deu aquele jeito de “queremos continuação”, porque há vários fatos que podiam ser abordados como: derrotar definitivamente a Monroe, a vida dos personagens depois de acabarem com a guerra e até mesmo se os shipps acolhidos do povo ficaram juntos ou não, mas Jeff Davis deixou claro que queria algo de suspeito no ar já que pode acontecer durante esses anos algo relacionado a esse final (não teve confirmação exata). Falando pelos fãs o final foi bem esperado e por mais que queriam que as cenas fossem mais detalhistas não deixaram de valorizar a série por isso!

Para terminar vários fãs se juntaram nesse artigo fazendo um pequeno texto de agradecimento a todo o elenco/cast, enfim nada seria tão emocionante sem a participação desses fãs para falar ao todo de milhares de outros que acompanharam a série até ao fim:

” É muito difícil descrever em palavras o que Teen Wolf representa para mim…Foi uma das primeiras séries que comecei a ver, a emoção de começar uma série nova é sempre incrível e com TW não foi diferente, porém essa emoção continuou até o fim. Eu não via a hora de chegar em casa para poder assistir. TW é uma daquelas séries, que pelo primeiro episódio você não dá nada, mas ao decorrer dela, você já deu tudo e mais um pouco… Por ela, eu chorei, sofri, sorri, gargalhei e o mais importante, eu aprendi. Aprendi o significado do poder de uma amizade verdadeira, e que por pior que possa ser uma situação, no fim sempre se acha uma solução. Um dos personagens que mais me apeguei (pode até ser clichê) foi o Stiles, não sei explicar o motivo certo, mas para mim, ele é incrível.

E a temporada que mais me emocionou, acho que foi a 6, porque depois dela,porém eu sabia que não iria ter mais… TW também me trouxe uma grande amizade ( Essa é pra você B❤).Eu poderia citar vários outros motivos para TW ser uma das minhas séries favoritas, mas acredito que esses foram o suficiente.
Essa é uma série que sempre terá um espaço guardadinho em meu coração…
Para Sempre Teen Wolf “- A.B

“Teen Wolf é uma das minhas séries favoritas,eu gosto muito,por quê tem basicamente todos os gêneros presentes, aventura, ação, comédia,um pouco de terror, etc. Também pelos personagens,o meu favorito, óbvio, Stiles,e todos os outros também, Lydia, Malia, Scott, Derek. Minha temporada favorita com certeza é a 3,foi nessa temporada onde os personagens mais se desenvolveram,como a Lydia que estava descobrindo seus poderes, também foi nessa temporada que comecei a gostar da Alisson, ela estava muito poderosa,novos personagens apareceram,como Malia, Isaac,os gêmeos,e foi nessa temporada que teve os melhores vilões,a professora,o bando de alfas e claro Stiles do mal,que foi o melhor vilão da série. Ainda gosto muito,por que,pra mim, TW é uma série de amizade,desde do começo mostra eles se unindo,e tentando permanecer juntos, apesar das confusões e problemas,sempre acabam unidos”-A.P

 

“Teen Wolf com toda a certeza foi a melhor série que eu já assisti…com essa série eu vi como a amizade e a união são importantes.A melhor temporada com toda certeza foi a 3 muita Dor e sofrimento, mas valeu a pena cada segundo.E sobre os personagens…O que dizer? O sarcasmo do Stiles com certeza foi um dos motivos por qual eu me apaixonei pela série, A lealdade do Scott ,a amizade dos dois. Então eu só posso dizer Obrigado por tantas coisas boas nos momentos mais difíceis…” -E.M

“Eu realmente não tenho ideia do que dizer quando me perguntam o que Teen Wolf significa para mim. Mesmo em tão pouco tempo (só seis temporadas) essa série fez tanto para mim, além de ser a primeira série a que tive bastante afeições, também fez com que eu me aproximasse muito das minhas amigas. A cada novo episódio, um novo clima de suspense no ar, uma nova ânsia pelo próximo episódio e para ver todos bem de novo. Meus personagens preferidos são definitivamente a Malia e o Derek porque, mesmo tendo passado por tanta coisa, eles tiveram uma evolução incrível ao longo da série. TW sempre deixará saudades nos corações dos fãs e a sua história ficará marcada em nós.”-M.F

“Teen Wolf foi a primeira série na qual eu assisti, sabe quando o primeiro episódio diz tudo? Então foi como “amor a primeira vista”. Eu me lembro de 2012 comecei acompanhar a série, depois dei uma parada pois finais de temporadas eu não sou boa, e cada vez mais chegava perto de acabar e acredite passou rápido. Stiles e Liam sem dúvidas são meus preferidos, talvez porque eu me identifique com eles , e a melhores foram a terceira e sexta..houve uma trama a mais que chamou atenção. Por mais que seja só uma série ou talvez só um personagem bobo, nos faz bem pelo menos uma vez , mostra a amizade na qual um mundo por pior que pareça estar sempre terá um final feliz então..obrigada Teen Wolf e ao todo cast por fazer os fãs tão bem assim como eu!”- M.B

 

Nunca foi o fim de algo, principalmente porque nós fazemos com que as cortinas vermelhas não se fechem. Obrigada Teen Wolf!

 

Arte de Eddie Redmayne

Edward John David, mais conhecido como Eddie Redmayne, desde pequeno está no mundo da arte tanto como modelo para sua paixão de atuar. Em quase toda sua carreira Eddie se baseia claramente nos personagens através de inspiração de outras pessoas, vejamos alguns filmes em que seus personagens ficaram reconhecidos e famosos, levando esse talentoso ator ao auge.

O desenveolvimento de seus personagens são pessoas reais, cujo suas histórias foram de muitas conquistas (Se analisarmos bem os filmes tem várias datas marcantes como as revoluções, socialização, guerras e a física se tornando cada vez maior o que trouxe muitos aspectos aos filmes). Vejamos algumas histórias onde Redmayne teve realmente seus conhecimentos e experiências para sua atuação.

Lés Misérables (Os Miseráveis)- 2012

O filme conta a história de Jean Valjean, um prisioneiro que chega à França nos tempos da Revolução de Julho. Valjean cuida de Cosette depois de decadência da sua mãe,e a formação da barricada onde meros trabalhadores se juntam para a liberdade de seu povo. Ele foi feito em comemoração aos 25 anos para a peça que exibe o mesmo nome.

Eddie Redmayne interpretou Marius uma jovem sonhador que luta pelo amor ao próximo se juntando aos da barricada. Nesse papel o ator teve que dar o melhor de si para cantar e ainda que cantava aos seus 12 anos Redmayne teve que obter técnicas vocais pois não tinha nenhuma experiência profissional, assim depois de suas aulas conseguiu mandar um video para o diretor executivo Tom Hooper, que um dia depois aprovou sua participação no filme.

The Theory Of Everything (A Teoria De Tudo)- 2014

O drama se passa em Cambridge, contando a história real do físico teórico Stephen Hawking com sua esposa Jane Hawking (ex-esposa desde 1995) enfrentando uma série de problemas envolventes com a doença de Stephen chamada de “Esclerose lateral amiotrófica “. O filme é de superação a realidade do que a teoria de “tudo” pode ser encontrada em pequenos afetos diante do amor de um casal para a física.

Eddie foi visitar um hospital onde pessoas paralíticas passam por esse problema todos os dias, e seu personagem foi tão prestígiado pelo público que o levou para o Oscar em 2014 ganhando como melhor ator.

The Danish Girl (A Garota Dinamarquesa)- 2015

Baseado em fatos reais, conta a história de Einar Wegener um pintor famoso da Dinamarca-Copenhagen (1930) nascido homem, mas sente que é uma mulher por alma, acaba sendo uma das primeiras pessoas da história a passar por uma cirurgia para mudar de gênero. Como naquela época não estavam de acordo e o racismo era muito visto, Gerda sua esposa o ajuda para tornar Lili Elbe possível mesmo sabendo que irá perder seu marido.

Redmayne visitou um hospital de Trans-gêneros para saber como é a socialização e como são vistos, para entrar no personagem gerando muita polêmica, entretanto uma grande emoção ao ficar como Lili.

Fantastic Beasts and Where to Find Them (Animais Fantásticos e Onde Habitam)- 2016

O universo de Harry Potter se torna maior com o novo sucesso de J.K Rowling em Animais Fantásticos e Onde Habitam. Dessa vez conta a história de uma magizoologista chamado Newton Scamander (Newton Ártemis Fido Scamander)que carrega uma maleta contendo animais extraordinários vindos de vários lugares do mundo. Porém pode ser um risco para os No-Maj (se refere aos trouxas “sem-magia“) descobrirem o mundo dos bruxos podendo causar uma confusão.

Para interpretar Newt, Eddie foi a um zoológico procurar especialista e cuidadores, visando ver como os animais tem seus tratamentos e cuidados para que ele conseguisse ter uma ampla base para criação.

Obs: Para a legenda em português deve clicar na Legenda oculta a direita!

 

Para concluir esse artigo podemos dizer que Eddie Redmayne sabe atuar e digo em todos os apesctos, porque todo bom ator busca um conhecimento válido para a vida toda, porém que tenha vários obstáculos pela frente a paixão por atuar é gratificante a todos os amantes do cinema, inclusive nós cinéfilos!

Logan Lucky” mais conhecido por o novo filme de Steven Soderbergh. É um conto de Robin Hood moderno organizado em torno de um cofre elaborado, improvável, mas curiosamente plausível. Uma gangue que inclui um veterano ferido, um ex-mineiro de carvão desempregado, um cabeleireiro e outros membros heterogêneos da não-elite trataram de conspirar para atacar uma raça NASCAR patrocinada pela Coca-Cola 600. O evento sugere um monte de dinheiro de pessoas como elas, e os ladrões literalmente se propuseram a tomar de volta para os irmãos Logan realizar seu plano de assalto.

Ninguém em Logan Lucky pronuncia uma palavra política, mas o cenário carrega uma carga pesada e óbvia de significado político. O hino do filme é o “Take Me Home, Country Roads” de John Denver, uma elegia (composições de ternura/tristeza) das antigas, se alguma vez houve uma nesse gênero.

Jimmy, uma vez uma estrela de futebol da escola secundária, não se resignou a vida na extremidade curta da vara. Retirado de um trabalho de construção na Carolina do Norte, ele volta para casa para descobrir que sua ex-esposa (Katie Holmes) e seu marido (David Denman) estão planejando sair da Virgínia Ocidental com Sadie. O irmão de Jimmy, Clyde (Adam Driver), um barman que perdeu a mão no Iraque, acha que a família está amaldiçoada. Jimmy não compartilha essa superstição e, em qualquer caso, ele tem um plano, ou pelo menos uma lista de instruções para ladrões de banco que ele decide se adaptar para novas circunstâncias.

Como Danny Ocean, de George Clooney, ele precisa, antes de tudo, montar uma equipe. Com Clyde e sua irmã, Mellie (Riley Keough), Jimmy bateu em outra rede de parentesco, recrutando um especialista em explosivos chamado Joe Bang (Daniel Craig) e seus dois irmãos (Jack Quaid e Brian Gleeson).

Não é que o enredo seja algo do padrão. O filme volta para o modelo “Inovador” de forma tão fiel que alguém faz uma piada sobre isso. Quem se importa? Os prazeres desse gênero são sempre processuais e específicos. Estes filmes são todos iguais, mas também são diferentes por causa da combinação particular de personalidades e circunstâncias. Sendo desse modo um filme de assalto se torna emocionante e ao mesmo tempo voltada para uma fantasia de lugar habituado.

O que eles comemoram, acima de tudo, é a combinação de espaço, planejamento e engenho de resolução de problemas que podem transformar um trabalho em uma obra de arte. São, em outras palavras, os filmes de cinema por excelência, refletido os desafios colaborativos e as partes logísticas do ciclo de produção.

Enquanto os outros diretores promovem agressivamente sua própria frieza, exibindo atitudes emprestadas e estilos vistosos, o Sr. Soderbergh revela-se no seu espaço amplo e clássico capaz de atingir a franquia de sua nova direção para as telas do cinema.

Logan Lucky é um filme engraçado, e além de tudo uma versão equilibrada ao esforço de atuação, para os fãs de ação e drama envolvente de uma família louca prometendo dar uma renda grande nas bilheterias.

O filme ainda entrará em cartaz no Brasil sem uma data certa.

EUA lançado 18 de Agosto-2017

 

 

 

 

 

“Ron Howard está entrando para dirigir o próximo filme Han Solo independente, dois dias depois que Phil Lord e Chris Miller foram expulso do cargo. Eles passaram quatro meses e meio no espaço ocidental ainda não intitulado.”- TNYT

Já confirmado o mundo de Star Wars com o spinoff seguindo as aventuras do swashbuckler, Han-Solo, como um jovem piloto, interpretado por Alden EhrenreichWoody Harrelson e Thandie Newton também estão a bordo.

Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm deixa claro que o presado diretor Ron Howard está de acordo com a equipe para fazer um trabalho bem feito e original. As filmagens foram retomadas em 10 de Julho.

Kennedy citou “diferentes visões criativas” na decisão de falar dos diretores “Sr. Miller e o Sr. Lord“, que são conhecidos por inúmeros sucessos cheios de animações e desenvolvimento como “The Lego Movie” e “21 Jump Street“. Na mesma reunião, os diretores concordaram, dizendo que sua visão e processo não estavam alinhados com os dos cabeças de estúdio.

Na entrevista por The Hollywood Report, Miller e Lord relatam do filme uma desaprovação  ao trabalho de Lawrence Kasdan escritor/roterista de “The Empire Strikes Back” e “Star Wars: The Force Awakens“, também supervisionando Han Solo juntamente com seu filho Jon Kasdan.

Após a gravação de “Willow- Na Terra da Magia”, o reencontro de Ron HowardWarwick Davis fez com tivesse mais um integrante no elenco pois Davis já tinha participado de O retorno do Jedi, A ameaça fantasma, The Force Awakens, Rogue One e The Last Jedi, porém seu personagem nesse filme continua confidencial.

Responsável pela trilha sonora original John Powell (Kung Fu Panda,X-Men: O Confronto Final,Shrek). Indicado ao Oscar pela trilha do filme “Como Treinar O Seu Dragão 2 ” junta-se com John Williams Michael Giacchino para a nova franquia de Star Wars.

Assim o filme está previsto entre dia 25 e 24 de Maio de 2018 e ainda com o Star Wars: The Last Jedi que irá estrear 15 de Dezembro desse ano.

Neste novo passo da origem que irá contar a história de como o mais famoso contrabandista da galáxia conheceu Chewbacca e Lando Calrissian.

Elenco atual: Alden Ehrenreich,Donald Glover ,Emilia Clarke, Woody Harrelson e Phoebe Waller-Bridge, Thandie Newton,Joonas Suotamo e Warwick Davis.

No meio desse universo Star Wars tiveram mais uma vez a colaboração das empresas dispostas pelos outros filmes da saga como patrocinadores:

Produção: Lucasfilm | Film and Television Production

Produção: The Walt Disney Company

 

Distribuidor brasileiro (Lançamento):Buena Vista International Walt Disney

 

“Uma jovem com um problema de transtorno alimentar, recorre a ajuda de uma comunidade para fazer tratamento de recuperação.”

 

1. A jovem Ellen interpretado por Lily Collins é retratada como uma obcecada capaz de mensurar o número de calorias de cada alimento em seu prato.

2. Lily Collins afirma que já tinha passado por essa doença, e quando teve que perder peso para o filme alega que foi de uma “maneira saudável” com sua nutricionista supervisionando.

3. A diretora Marti Noxon afirma que Lily resolveu por livre espontânea vontade perder o peso para entrar na personagem, e que estava certa em colocar uma atriz tão objetiva e competente assim como ela.

4. Noxon sabia que iria vir críticas negativas, mas ela aceitou fazer o filme para mostrar a sociedade o que muitas pessoas de diferentes lugares ou estados passam todos os dias, e que ela já foi uma delas.

5. Lily Collins recebeu muitos elogios por sua personagem Ellen, podendo ganhar alguma indicação de premiação para o próximo ano.

6. O filme já foi publicado com uma matéria no jornal online The New York Times na seção Movies.

7. iZLER encarregado da trilha sonora já tinha feito outros trabalhos como na série Revenge e “CHiPs: O Filme”entre outros.

8. “Eu estava saindo de casa esses dias e uma mulher que conheço há muito tempo, da idade da minha mãe, olhou para mim e disse ‘Uau, olhe para você!’. Eu tentei explicar que estava emagrecendo para um papel e ela disse ‘Não! Eu quero saber o que você está fazendo, você está ótima!’. Depois disso, entrei no carro da minha mãe e disse ‘É por isso que esse problema existe”, contou Lily à The Edit.

9. O filme tem como um dos atores principais Keanu Reeves fazendo o personagem Dr. William Beckham, cujo tanto o personagem ao ator abdicam suas vidas pessoais para se empenhar na carreira.

10. Marti Noxon foi a roterista da 3 temporada de Grey’s Anatomy durante 17 episódios.

O filme é uma passagem de superação e a força de uma pessoa ao querer mudar ou tentar. Vale a pena assistir o que pessoas na vida real passam todos os dias.

Disponível na Netflix.

 

 

Para os fãs que gostam das palavras investigação e suspense, vai uma lista com várias séries espectaculares, para sua maratona.

1.Criminal Minds: Beyond Borders.
Da terceira geração dos produtores de Criminal MindsCriminal Minds: Suspect Behavior, nos mostra que além das fronteiras pode haver Serials Killers por toda parte desse pequeno mundo em que turistas e nômades visitam todos os dias. A equipe da BAU (Unidade de Análise Comportamental) FBI viaja á vários lugares ajudando cidadãos americanos correndo risco.
O Líder Jack Garrett (Garry Sinise) Junto com Clara Seger (Alana de la Garza) linguista e Especialista, Matt Simmons (Daniel Henney) agente especial, Mae Jarvis (Annie Funke) médica e agente especial -FBI e Russ Montgomery “Monty” ( Tyler James Williams) analista técnico se juntam para resolver os Ataques com uma Contribuição do Governo americano.

 

2. Criminal Minds.

A equipe de Análise Comportamental em Quântico (UAC) busca resolver os casos de assassinatos envolvendo Serials Killers/ criminosos envolvidos no país, usando a técnica de perfiladores e vitimologia. Contendo na equipe atual o jovem gênio Doutor Spencer Reid ( Matthew Gray Gubler), veterano e líder da equipe David Rossi (Joe Mantegna), “JJ”Jennifer Jareau (A.J Cook) agente, Luke Alvez (Adam Rodriguez) agente enviado do estado, Emily Prentiss (Paget Bewster) agente, Doutora Tara Lewis (Aisha Tyler) psicóloga forense e Penelope Garcia (Kirsten Vangsness) especialista analista.

3. Hawaii Five-0.
 O grupo de agentes do Havaí busca combater os crimes e desvios de drogas de seu estado, contando como líder Steve McGarrett ( Alex O’Loughlin) comandante e chefe da força tarefa, Danny Williams (Scott Caan) detetive de Nova Jersey, Chin Ho Kelly (Daniel Dae Kim) tenente, Kono Kalakaua (Grace Park) oficial e Doutor Max Bergman (Masi Oka) médico legista.
4. NCIS ( Naval Criminal Investigative Service).
 Investigação Naval é um serviço especial que se ocupa em casos da marinha norte-americana com os Fuzileiros Navais, cuja suas missões são investigar casos que liguem com o poder dos Estados Unidos para a base da marinha. Dentro da equipe temos o líder Leroy Jethro Gibbs (Mark Harmon), Anthony DiNozzo (Michael Weatherly) agente especial, Ziva David (Cote de Pablo) agente israelense, Timothy McGee (Sean Murray) técnico em computação, Eleanor Bishop (Emily Wickersham) agente especial, Alexandra Quinn (Jeniffer Esposito) agente e supervisora, Nicholas Torres (Wilmer Valderrama) agente infiltrado, Abigail “Abby” Sciuto (Pauley Perrette) cientista forense, Doutor Donald “Ducky” Mallard (David McCallum) médico legista e seu assistente Dr. Jimmy Palmer (Brian Dietzen).
5.Castle. 
 Richard Castle (Nathan Fillion) um escritor famoso que durante sua fama decidiu participar de casos criminais e no meio investigativo para inspirar seus novos livros, assim contando com a sua companheira detetive Kate Beckett (Stana Katic) para resolver os casos na delegacia de polícia (NYPD).
6. The Blacklist.
Raymond Reddignton “Red” (James Spader) um criminoso procurado pelo FBI se rende para as autoridades com a condição de receber imunidade e que trabalhe com a novata agente Elizabeth Keen (Megan Boone) a entregar vários criminosos e assassinos,podendo ter uma relação entre passados de ambos.
7. Crossing Lines.
Um ex-agente do departamento de polícia de Nova York, Carl Hickman (William Fichtner) é recrutado para entrar na equipe, assim devido seu conhecimento de solucionar crimes do Tribunal Penal Internacional. Analisando vários crimes atravessados sob-fronteiras internacionais. A equipe inclui especialistas de vários locais como Alemanha, Itália, França e Irlanda do Norte.
8. Secrets and Lies.
A detetive Andrea Cornell tenta resolver casos de assasinatos envolventes a “escândalos” da mídia, tentando encontrar o verdadeiro culpado.
Na volta da segunda temporada a detetive Cornell (Juliet Lewis) consegue um caso de um menino morto encontrado por Ben Crawford (Ryan Phillippe) que vira suspeito número um. Afim de limpar seu nome Ben faz de tudo para começar a investigar e admitir hitórias de seus vizinhos tentando fazer a Detetive Cornell acreditar no seu lado.
9.CSI: NY
O departamento da polícia de New York tem seu objetivo de resolver os casos da grande e pertubada cidade, com ajuda de um laboratório equipado para provar diante da ciência e justiça o culpado. O detetive Mac Taylor (Gary Sinise) é o chefe supervisor capacitado para montar equipes de cientistas forenses.
  10.Elementary.
Voltada para uma adaptação do detetive Sherlock Holmes (Jonny Lee Miller), mas passa por vários casos da atualidade. Com a ajuda da doutora Joan Watson (Lucy Liu) conseguem uma reabilitação como consultores da polícia.

 

Na Netflix está disponível:

Hawaii Five-0 (não completa).

The Blacklist (não completa).

Crossing Lines (completa).

Secrets and Lies (Em andamento).

Elementary (Em andamento).

Outras: AXN, NBC e CBS.

 

Por mais que “O Código da Vinci” tenha estreado em 2006 ainda há vários leitores tão jovens como adultos que debatem sobre a obra de Dan Brown.
Resumidamente Robert Langdon (Tom Hanks) acaba parando em um misterioso caso de assassinato no Louvre em Paris, com ajuda de uma quase “assistente” chamada Sophie (Audrey Tautou) . Uma passagem de enigmas e símbolos sobre o passado bíblico, um mistério tão grande que poderia afetar o mundo do cristianismo e a história de Jesus Cristo.

Continue lendo

"O cinema é um modo divino de contar a vida"
Federico Fellini

© 2018 Cinerama Clube.

Todos os direitos reservados.

[email protected]

Developed By: Vedrak Devs