Crítica | – Oasis: Supersonic

Poucas bandas na história da música tiveram a excelência de marcar toda uma geração, ditando comportamento dos jovens e servindo de trilha sonora para os dramas da juventude da época. Tudo isso parece uma tarefa difícil para uma banda mesmo com muitos anos de carreira, não é? E o que me diz de alcançar tal proeza em apenas 3 anos? Impossível? Não para os irmãos Gallagher.

Com direção de Mat Whitecross, “Oasis : Supersonic “ talvez seja o retrato definitivo de uma das maiores bandas já produzidas pela terra da rainha, cuja ascensão meteórica marcou não só a história da música britânica , mas da música mundial .

 

Oasis at Knebworth
TAKEN FROM INTERNET
http://www.intheflesh.it/musica/alive-and-kicking-un-live-segna-la-storia-part-1/3/

O documentário foca nos primeiros anos (e os melhores, por sinal) da banda originária de Manchester (cidade que já nos presenteou com bandas como New Order, Stone Roses e Joy Division), acompanhando seus primeiros passos como banda de garagem que anos depois estaria tocando duas noites para 125 mil pessoas no lendário vilarejo de Knebworth (local que já recebeu shows históricos de bandas como Queen e Led Zeppelin ) .

Com um tom cómico característico dos irmãos Liam e Noel Gallagher que, inclusive, comentam as cenas do documentário, “Oasis: Supersonic” é um apanhado de imagens e áudios raros dos anos de início da banda e traz um prato cheio para os fãs que podem ver os desafios e desenvolvimento de uma banda que parece ter sido predestinada ao sucesso.  O relacionamento conturbado dos irmãos é deixado meio de lado, assim como a rivalidade da banda com os garotos de Londres da banda Blur, deixando espaço para traçar o perfil dos irmãos e mostrar o impacto da banda na mídia e sociedade da época. Um impacto que se fazia necessário diante da carência dos jovens que precisavam de uma nova banda que ditasse comportamento, estilo etc.

De Manchester para o mundo, “ Oasis: Supersonic” é uma ótima escolha para todos os amantes da música e, mais do que isso, é uma obrigação para os fãs da banda que imortalizou tantos hinos como “ Wonderwall” , “ Live Forever “, “ Don’t Look Back in Anger “ e “Champagne Supernova “ e que serve de influência para diversas bandas que temos hoje em dia.

Oasis: Supersonic (2016)
País: EUA | Classificação: 12 anos | Estreia: 26 de Outubro de 2016 | Duração: 2h02min
Direção: Mat Whitecross
Elenco: Noel Gallagher, Liam Gallagher, Peggy Gallagher, Paul Gallagher, Paul Arthurs (Bonehead), Tony McCarroll, Alan McGee, Paul McGuigan (Guigs)

 

 

 

Etiquetas: , ,

"O cinema é um modo divino de contar a vida"
Federico Fellini

© 2018 Cinerama Clube.

Todos os direitos reservados.

[email protected]

Developed By: Vedrak Devs