Cinema Técnico – As Cores

 

Não é novidade que a função das cores vai muito além de apenas embelezar um filme, apesar de fazerem bem esse papel (Wes Anderson que nos diga). A cor é uma peça entre várias da semiótica de uma película. Isto é, combinada com todos os outros elementos técnicos do filme ele transmite de forma subjetiva várias informações e sensações que auxiliam no compreendimento da obra completa. Devido a nossa cultura somos capazes de assimilar de forma intuitiva sentimentos às cores. Por exemplo, vermelho = paixão.

 

Mas se utilizar disso nas telas vai além. Uma cor por si só pode passar várias informações. Ainda no vermelho:

  • Paixão
  • Raiva
  • Luxúria
  • Calor
  • Vergonha/Timidez
  • Força
  • Liderança

Num filme/série temos um reforço essencial a isso, que é a composição do clima. Tal clima é montado pelo cenário, ambiente, iluminação, gestos dos personagens, etc. É dessa forma que conseguimos intuir informações não ditas numa cena.Todas essas informações que citei acima, podem ainda serem quebradas para criar um efeito no espectador, como por exemplo no filme O Grande Hotel Budapeste. Veja abaixo uma cena e sua paleta de cores:


 

O filme é montado em cima de uma paleta de cores vivas e vibrantes, mesmo nos momentos de tensão. O enredo do filme poderia facilmente se tornar um filme de ação, mas as cores criam um ar suave. Aquela história carregada fica mais leve e encantadora. Esse truque, é como olhar a mesma cena de olhos diferentes e perceber que uma criança e um adulto poderiam tirar conclusões opostas para uma mesma coisa. E esse truque é feito apenas com a composição das cores. Além disso, trabalhar as cores é difícil. Uma escolha descuidada pode incomodar a vista e desencorajar o telespectador.

Mas então, como trabalhar a mensagem a ser passada e sem que isso prejudique um filme?

Para auxiliar nas escolhas existem recursos que auxiliam o diretor de arte, entre eles a teoria das cores e os círculos cromáticos. Um círculo cromático dispõe as cores de tal forma que, combinado a teoria das cores, permite uma série de combinações agradáveis.

 

Na imagem podemos ver algumas dessas combinações. Espectros de cor opostos, triangulados e análogos. Aqui nessa cena de Mad Max podemos acompanhar uma paleta de cores análogas, do vermelho ao amarelo:

Assim, montando combinações agradáveis aos olhos, a composição do cenário, enredo e cultura (do universo do filme ou nossa realidade), são capazes de transmitir as mensagens. Mas esse assunto eu abordo em outro texto.
Tudo o que foi dito aqui a respeito das cores, é apenas um pincelada nesse universo. Esse assunto se estende por muito mais que poderia ser escrito aqui. Para quem se interessou, pode ler mais aqui, aqui e aqui. E se quiser, pode me chamar para conversarmos. Para finalizar, vou deixar vocês com esse vídeo, muito bonito por sinal, que transmite bem a ideia.

Etiquetas: , , ,

"O cinema é um modo divino de contar a vida"
Federico Fellini

© 2018 Cinerama Clube.

Todos os direitos reservados.

[email protected]

Developed By: Vedrak Devs