Top 5: Os filmes da década de 90 que você não pode deixar de assistir

E aí, galerinha? Prontos para mais uma dose de cinema?

Começo falando de um sentimento: o de que o cinema nunca decepcionará. Passe o tempo que for, grandes filmes ainda deixarão muitos de boca aberta.

Roteiros se renovam junto às superproduções, e com a ajuda da tecnologia, a velha e boa dramaturgia terá sempre o seu espaço nas telinhas e telonas.

Para os colunistas e amantes de cinema, os filmes ganhadores de prêmios parecem ser um prato cheio. Então aí vai uma lista dos cinco filmes da década de 90 que merecem uma noite de maratona no sofá ou em qualquer outro lugar.

 

  • Gênio Indomável

Dirigido por Gus Van Sant, Gênio Indomável (1997) foi indicado a sete prêmios do Oscar. A película teve maior destaque em 1998, onde saiu vencedora na categoria de Melhor Ator Coadjuvante e Roteiro Original. O resultado não poderia ser diferente com Ben Affleck e Robin Williams completando o elenco.

Will Hunting (Matt Damon) é um jovem rebelde, que por ventura, consegue responder a uma questão matemática praticamente impossível de ser resolvida.

A inteligência inexplicável do simples garoto é capaz de despertar o interesse do professor Gerald Lambeau (Stellan Skarsgard), que logo descobre que o gênio é o zelador do colégio em que trabalha.

Will se mete em uma briga onde corre o risco de ser preso. Para evitar sua prisão, o professor Gerald faz um acordo e o garoto passa a ter um encontro semanal com ele e mais um terapeuta. No decorrer da trama, muitos conflitos envolvem a infância sofrida de um gênio indomável.

Gênio Indomável - 1997
Gênio Indomável – 1997

 

  • Pulp Fiction: Tempo de Violência

Ganhador do Oscar de Melhor Roteiro Original, Pulp Fiction (1994) é também um filme rico em seu elenco, trilha sonora e fotografia. Quentin Tarantino estrelou na criação e direção junto a Roger Avary, que também brilhou com seu poder de persuasão.

Vincent (John Travolta) e Jules (Samuel L. Jackson) são dois assassinos de confiança de um poderoso gângster chamado Marcellus (Ving Rhames). A história desses dois personagens se cruzam ao mesmo tempo com a do boxeador sem sucesso Butch (Bruce Willis), que se mete em problemas para ganhar uma luta. Em outro momento, Vincent recebe a ordem de cuidar da esposa do seu chefe, que em busca de diversão, o coloca na maior fria. Esse é o entrelaçar de quatro histórias que discutem violência e valores morais.

Pulp Fiction - Tempo de Violência (1994)
Pulp Fiction – Tempo de Violência (1994)

 

  • O Silêncio dos Inocentes

Baseado na quadrilogia dos romances de Thomas Harris, enumero como top 3, O Silêncio dos Inocentes (1991). Dirigido por Jonathan Demme, é um filmão de suspense e terror que não poderia ficar de fora. Não é à toa que foi o terceiro a receber os cinco principais Oscars (Melhor Filme, Direção, Roteiro, Ator e Atriz Coadjuvante).

Clarice Starling (Jodie Foster) é submetida a investigar vários assassinatos cometidos pelo criminoso e portador do apelido “Buffalo Bill” (Ted Levine).

O psicopata é assim conhecido por retirar a pele de suas vítimas, ou propriamente dito, de mulheres obesas. Para entender o que se passa na mente do assassino canibal, a estudante da Academia do FBI Clarice arrisca a própria vida ao ir conversar com o macabro Dr. Hannibal Lecter (Anthony Hopkins), preso por canibalismo.

O Silêncio dos Inocentes - 1991
O Silêncio dos Inocentes – 1991

 

  • Clube da Luta

Considerada uma grande produção principalmente por seus efeitos sonoros, Clube da Luta (1999), dirigido pelo imensurável David Fincher, recebeu sete prêmios e dezenove indicações, entre elas, o Oscar na categoria de Melhores Efeitos Sonoros.

O protagonista e próprio narrador Jack (Edward Norton) é um jovem e bem sucedido investigador de seguros de uma companhia automobilística, que mesmo com todo o conforto em que vive, não consegue encontrar total satisfação na vida.

Ao sofrer de insônia, Jack começa a frequentar grupos de auto ajuda. Nesses encontros e se passando por doente, ele conhece Marla Singer (Helena Bonham Carter), que também finge estar mal.

Inicialmente, ambos não se dão bem, e por conta disso, se dividem em grupos separados. Nas cenas seguintes, o executivo encontra em uma de suas viagens de avião o vendedor de sabão Tyler Durden (Brad Pitt), com quem simpatiza e pega o seu contato.

Ao chegar em casa, Jack se depara com uma explosão que acabara de acontecer arruinando tudo, e desesperado, liga para o novo amigo, que aceita o pedido para morar com ele.

Em busca de expulsarem toda a fúria de dentro deles, juntos criam o “Clube da Luta”, que cresce e se torna uma grande sociedade secreta cheia de regras.

Clube da Luta - 1999
Clube da Luta – 1999

 

  • Crash – No Limite

Achei justo ultrapassar o “limite” dos anos 90, para falar de um clássico que não poderia deixar de ser lembrado. Crash (2004) é Um filme com uma história intrigante, onde o preconceito racial, sexual e social é claramente apontado e tratado como natural, principalmente quando o assunto é sobrevivência. Escrito e dirigido por Paul Haggis, o filme ganhou Oscar de Melhor Filme, Roteiro Original e Edição.

A trama se passa em Los Angeles, no Sul da Califórnia. Na história central, Jean Cabot, brilhantemente protagonizada por Sandra Bullock, é a rica, fina e mimada esposa de um promotor.

O carro da endinheirada senhora é roubado por dois assaltantes negros. Em consequência disso, um acidente acontece, aproximando e evolvendo pessoas de diferentes origens étnicas e classes sociais.

Crash - No Limite
Crash – No Limite (2004)

Etiquetas: , , ,

"O cinema é um modo divino de contar a vida"
Federico Fellini

© 2018 Cinerama Clube.

Todos os direitos reservados.

CONTATO | ANUNCIE

Developed By: Vedrak Devs