A Torre Negra: Um tiro no escuro?

Adaptações literárias tendem a ser controversas, é sempre um desafio condensar um livro em um período de tempo tão curto. A pressão dos fãs, prazos do estúdio e problemas de agenda e custo são, além de um roteiro fiel na medida certa, pontos importantes para o sucesso ou fracasso de uma adaptação.

Stephen King é sem dúvida um dos maiores autores de todos os tempos e inúmeras de suas obras foram adaptadas para o cinema e para a TV e esse ano teremos dois lançamentos de peso baseados em livro do autor: A Torre Negra e IT – A Coisa.

Os livros

A Torre Negra é composta de oito livros, somando quase três mil páginas, o que é um pouco complicado de se colocar em apenas um filme. Segundo o diretor o filme terá elementos, personagens e acontecimentos de toda a saga mas será uma história única e nova.

A produção de A Torre Negra foi cercada de imprevistos, adiamentos e problemas nas filmagens e conforme o tempo foi passando uma grande dúvida ficou no ar: vai ser uma boa adaptação ou não? O próprio Stephen King aprovou o filme, mas disse não se aproxima de nada que ele escreveu nos livros, mas que a essência é a mesma.

É um tiro no escuro adaptar uma série tão grande e tão complexa dessa forma. O filme pode ser uma maravilhosa homenagem aos livros, trazendo para a tela o que fãs do mundo inteiro esperam a anos mas também pode ser uma bomba, que adapte de forma preguiçosa e desconexa uma história tão grande. Precisamos entender que não é fácil produzir oito filmes sem ter certeza de como será o retorno, mas fazer um só, com uma hora e meia de duração é mais perigoso ainda.

Nos resta esperar que o filme seja realmente bom e que homenageie a série de King de uma forma inesperada. Com um elenco de peso e um alto custo de produção é de se esperar que o filme não vá mal de bilheteria também.

A Torre Negra estreia dia 24 de agosto e conta a história de Roland (Idris Elba), o último pistoleiro de um mundo decadente, ele procura um lugar chamado A Torre Negra, que teoricamente é uma ponte entre todos os mundo existentes e nessa procura ele precisa perseguir um mago que é apenas chamado de O Homem de Preto (Matthew MacConaughey). Essa procura pode colocar em jogo o destino de todos os universos existentes.

Etiquetas: , , , , , , , ,


Pedro Azevedo

Escritor, estudante de jornalismo, redator chefe do @conversaurbana e colunista do blog @parperfeito. Louco por livros.

"O cinema é um modo divino de contar a vida"
Federico Fellini

© 2018 Cinerama Clube.

Todos os direitos reservados.

CONTATO | ANUNCIE

Developed By: Vedrak Devs