5 motivos para: assistir Vikings

Todos sabem que na vida de cinéfilo e/ou ‘seriador’, sempre tem aquele amigo que não para de indicar séries e filmes para você, por mais que você esteja atolado em coisas do trabalho, da faculdade ou em outras séries que ele (a) mesmo indicou.

Pois bem, esse que vos fala, é exatamente esse tipo de amigo, que indica tudo de bom que ver e não consegue manter apenas para si mesmo. Nesse post, listo 5 motivos para assistir a série Vikings, porém, antecipo que talvez estes não sejam o Seu motivo para assistir esse pedaço de Valhalla e certamente não são os únicos.

Enredo/Trama

Por ser uma série do History, existiu e existe certo preconceito quanto à qualidade do Show. O questionamento é válido, já que não estamos acostumados com produções bem feitas para o publico de séries. No entanto, Vikings é uma série com um excelente enredo, com propostas longe de serem superficiais e que despertam a curiosidade desde o começo, diferentemente de outras séries que só engatam após alguns episódios. Michael Hirst (criador da série) acerta em escrever detalhadamente cada ato e suas consequências e adiciona um tempero a mais na série, que em minha opinião deixa tudo melhor, tira estigmas e implanta um novo pensamento sobre os temidos guerreiros nórdicos. Por anos, fomos apresentados aos vikings apenas por suas batalhas, mas…e em casa? Como eles seriam? Como era composta sua sociedade? Em Vikings, temos esta visão ampliada do sistema que os regiam, dos seus conflitos internos e como eles encaravam a vida. A série começa a partir do momento que os primeiros vikings navegam para o Oeste, chegando até a Inglaterra, numa época de total desconhecimento de outras sociedades e terras. O resultado disso é fenomenal e casa com o que realmente aconteceu na história, já que a série também leva em conta acontecimentos históricos, o que contribui para um enredo e trama que satisfazem o telespectador.

Personagens

Tal qual enredo e trama, os personagens são uma característica marcante e fundamental para esta série. Suas profundidades são incrivelmente aproveitadas, fazendo qualquer um estabelecer laços até mesmo com os chamados personagens secundários. Se para estes personagens, nossos sentimentos fluem de tal forma, o que pensar dos personagens principais? Adianto por dizer que há personagens tão bem elaborados e (melhor) espelhados em vikings reais, que nos fazem querer beber hidro mel junto a eles e lutar lado a lado em suas batalhas. Eu costumo dizer que quando os personagens inspiram amor e ódio, a série tem tudo pra ser um sucesso, e em Vikings, isso complementa perfeitamente uma história interessante.

Atuação

A atuação, evidentemente, está relacionada com os personagens, mas para que eles sejam de fato, bons, os atores devem ser escolhidos à dedo e parecer perfeitos para o papel. Para quem assistiu, é difícil imaginar outro ator para interpretar o querido Ragnar Lothbrok, ou Floki ou a amada por muitos, Lagertha. São atuações consistentes, com falas interessantes e que por vezes nos faz pensar de forma estratégica. Transmitir emoções não é fácil, e por isso, prestigiar quem o faz com maestria, é nossa forma de retribuir um trabalho bem executado.

Cultura

É de se pensar que como uma série que conta a história do povo da Escandinávia, cultura é sempre algo presente. E sim, você está mais que correto, e a razão disso é que em todo episódio há alguma referência a isso, seja por um ritual viking, por seus sistemas de vida e mitologia. Este último item, é um dos charmes da série e encanta qualquer um fascinado por diferentes culturas, em especial a nórdica. Thor, Loki e Odin ganham um significado além dos que vemos em um filme da Marvel, são deuses reais com histórias contadas de geração em geração, com propósitos na vida de cada um e responsáveis pelas coisas que cercam os vikings. A cultura, sem dúvida, é um presente da série para nós, fãs.

Trilha sonora

Intimamente relacionada com a cultura, a trilha sonora não deixa a desejar em momento algum e dá o tom em momentos felizes, tristes, esperançosos, sombrios, festivos, além de dar ritmo às batalhas e rituais. O grupo musical Wardruna é respondável pelas músicas escolhidas pelos produtores para ser a trilha sonora da série, e, nada melhor que um grupo norueguês para nos fazer mergulhar em uma história incrível, com personagens sensacionais banhados em mitologia nórdica.

 

É isso, se você já assistiu, comente os seus motivos para assistir, e se você Não assistiu ainda, espero que esse post tenha ajudado!

Etiquetas: ,


Lucas Fortuna

Apenas um fã de filmes e séries e apresentador do canal CineramaTV!

"O cinema é um modo divino de contar a vida"
Federico Fellini

© 2018 Cinerama Clube.

Todos os direitos reservados.

CONTATO | ANUNCIE

Developed By: Vedrak Devs