Natal – Um Dia de Louco

“Então é Natal/A festa cristã/O ano termina/E começa outra vez…” Feliz Natal humanos e humanas queridas desse Brasil. Que época feliz, não?! Casas enfeitadas, comidas gostosas, filmes natalinos na tv (talvez no computador, porque n tv aberta só passa filme de Natal no dia 24 depois das 22 horas), Simone nas Lojas Americanas e, passas e frutas cristalizadas em tudo que é comida (talvez não seja uma época tão feliz assim, não é verdade?!).

O Natal é dividido em 3 fases. A primeira é a da infância, quando as pessoas acreditam no bom velhinho. A fase mágica, as crianças contam no calendário cada dia até o dia 24 chegar. A segunda, a adolescência, na qual os pais fazem seus filhos pararem de acreditar porque os presentes ficam cada vez mais caros. Uma das piores fases da vida. Momento traumático pra criança. As crianças passam a procurar os presentes escondidos pela casa, os presentes vão ficando cada vez mais escassos, até você não achar mais nenhum presente e ter outro momento traumático que é passar o Natal sem um presentinho sequer. A terceira e última fase, o resto da vida. As pessoas estão mais velhas, têm seu próprio dinheiro e, geralmente, fazem um amigo oculto. Aquela fase que as pessoas deixam pra comprar de última hora, não sabem o que comprar e quando finalmente descobrem o que precisam comprar, adivinha, está esgotado (vide Um Herói de Brinquedo).

Então, pra vocês aproveitarem bem esse Natal independente em qualquer fase que você se encontre, resolvi dar uma dica fora do comum.

Mixed Nuts (Um Dia de Louco)

Um filme que provavelmente não deve estar na lista de filmes de Natal da maioria das pessoas, mas vale e muito a indicação (talvez esteja exagerando um pouco pelo clima do natal). Filme underrated, ou seja, recebeu 7% no Rotten Tomatoes (o que não quer dizer muita coisa), e que conta com atuações brilhantes de Adam Sandler em início de carreira, Steve Martin, a inigualável Juliette Lewis e o formidável Liev Shreiber no papel de um dos melhores travestis do cinema.

O filme baseado no filme francês Le Père Noël est une ordure, mostra um escritório onde as pessoas que querem se suicidar ligam para poderem receber uma palavra de conforto, porém conta com muitas dívidas e seu fechamento é quase eminente. As histórias dos personagens vão se conectando e uma tragédia atrás da outra. O filme é muito interessante para os fãs do bom e velho humor-negro, uma boa pedida se você quer fugir daquela temática mais infantil, mas ainda assim quer ver um filme de Natal. Vale a pena conferir.

Natal vai muito além dos presentes, do Papai Noel, árvore de Natal… Natal é tempo de se passar com as pessoas queridas, é tempo de magia, felicidade, mostrar que os humanos podem sim conviver em sociedade, tempo de superar as dificuldades e ver o lado bom da vida. Talvez esteja espremendo mais desse filme do que ele realmente é, mas como já disse, esse é o espírito natalino.

Essa é a mensagem desse Natal, procure ver o lado bom dos filmes (mesmo aqueles filme bem ruins, tente encontrar uma mensagem), assim como a vida. Se o filme é mesmo muito ruim, talvez mude os atores, o diretor talvez esteja levando o filme para o lado errado, reescreva o roteiro e seja feliz. Linda metáfora.

P.S.: O título em inglês é perfeito!

Etiquetas: , , , , ,

"O cinema é um modo divino de contar a vida"
Federico Fellini

© 2018 Cinerama Clube.

Todos os direitos reservados.

CONTATO | ANUNCIE

Developed By: Vedrak Devs