Dani Califórnia

Dani Califórnia

Estudou produção audiovisual e fotografia. O pai era um tira e a mãe uma hippie. É obcecada por paletas de cores e assiste qualquer filme se tiver a Amy Adams no elenco. É um vyado com y e a maior fã de pagode anos 90 desse brasil.

Green Book, um filme racista?

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Separamos 8 fatos sobre a produção do filme para você tirar sua própria conclusão:


A historia é baseada em fatos reais, roterizada por Nick Vallelonga, o filho do personagem Viggo Mortensen, Tony Lip. Ali Mahershala, interpreta o personagem Don Shirley, pianista e compositor de jazz.

01 – Segundo a própria família de Don Shirley, disse que o longa é uma “Sinfonia de mentiras”, Tony e Don, se quer foram amigos.

“Que tipo de relacionamento ele tinha com o Tony? Ele demitiu o Tony!”
disse Maurice shirley em uma entrevista recente para a NPR.


02 – Ali Mahershala, ligou e pediu desculpas a família de Don.

Na mesma entrevista, os familiares também contam o que Ali disse na ligação: “Ele disse ‘se eu os ofendi, me arrependo profundamente. Fiz o melhor que podia com o material que tinha.”

03 – O Tweet de Nick Vallelonga
Além de roteirista, Nick também foi produtor do filme. E essa semana, um tweet de 2015 dele concordando com Donald Trump e apoiando o banimento dos muçulmanos dos EUA. Confrontado, ele desativou o perfil na rede. Ali Mahershala, é muçulmano.


04 – Peter farrelly, o diretor já pediu demissão por não respeitar a autoridade de sua chefe. Uma mulher negra.

Effie brown é uma produtora (que produziu inclusive, a serie Dear White People). Ela e Peter fizeram parte do um reality na HBO, o Project Greenlight. E ele passou por cima de algumas decisões dela, relacionado a orçamento. O que não faz sentido já que são os produtores contratam diretores. O mesmo deixou o programa alegando que “ela só queria fazer drama”

05 – A entrevista do Viggo para o The Hollywood Reporter
Ao ser questionado, Viggo disse que não vê problema algum em um diretor branco dirigir um filme sobre racismo, até porque ninguém iria reclamar de um negro dirigindo um filme sobre brancos. Na foto a baixo, está o ator Chadwick Boseman e sua reação.

06 – E essa foi a reação da bancada : 

07 – White savior
O ”salvador branco” é uma forma cinematográfica de conotação racista em que um personagem branco resgata um negro da sua ”situação”. O salvador branco é retratado como messiânico e freqüentemente aprende algo sobre si mesmo no processo de resgate. A narrativa do salvador branco é uma pratica comum para roteiros hollywoodianos. E ai, lembrou a discrição de Green book?

08 – Discuta com si mesmo, algumas questões após assistir o filme.

“Tony Lip só começou a respeitar Don porque percebeu que ele ‘não era um negro igual os outros’? “
“O Tony, tem um tom de personagem carismático mesmo fazendo piadas severas e atos racistas?”
“Porque Tony é retratado como um herói por ”deixar” de ser racista? E não como uma pessoa sensata?”
E por último:
“Uma equipe diferente na direção e roteiro, mudaria a perspectiva desse filme?”




Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia também: