Hollywood está lotada de filmes criticando o Nazismo e mostrando como os ‘Americanos’ foram os salvadores da Segunda Guerra Mundial. Mas e o outro lado? Por que falamos tão pouco ou ignoramos totalmente os malefícios dos regimes socialistas durante a Segunda Guerra?

Por isso neste artigo irei falar um pouco do real socialismo e como o cinema conseguiu homenagear os inocentes mortos pela mão de Stalin.

Holodomor: A grande fome ucraniana

📸 Cena do filme ‘Colheita Amarga’ Foto: MARK TILLIE / Divulgação

O Holodomor, considerado um genocídio por muitos historiadores, foi uma fome provocada pelo homem, na Ucrânia em 1932 e 1933, que matou cerca de 2,5 a 7,5 milhões de ucranianos.

Desde 2006, o Holodomor foi reconhecido pela Ucrânia independente e por outros 24 países como um genocídio do povo ucraniano realizado pela União Soviética. (créditos: aulazen)

O que retratou bem este acontecimento, com o cinema, foi o filme Ucraniano ‘Colheita Amarga’ (2017) .

Ambientado na Ucrânia de 1930, o filme conta a história de Yuri, um artista nascido numa família de guerreiros cossacos que se esforça para conseguir uma aprovação dos parentes. A vida do rapaz muda quando o Exército Vermelho invade seu país e sua família é perseguida pelo regime stalinista.

Normalmente é dito que o número de ucranianos mortos na fome de 1932-33 foi de cinco milhões. De acordo com Robert Conquest, se acrescentarmos outras catástrofes ocorridas com camponeses entre 1930 e 1937, incluindo-se aí um enorme número de deportações de supostos “kulaks”, o grande total é elevado para entorpecentes 14,5 milhões de mortes. E, mesmo assim, se apenas 1% dos alunos do ensino médio já tiver ouvido falar sobre esses eventos, isso já seria um pequeno milagre. (créditos: Mises Org)

MILADA

📸 Cena do filme ‘Milada’ / Divulgação

Milada é um filme biográfico checo de 2017 escrito, produzido e dirigido por David Mrnka, que conta a história de uma das mulheres mais importantes da política mundial. Ele estrela a atriz israelense Ayelet Zurer como Milada Horáková.

Quem foi Milada Horáková?

Horáková foi uma das mulheres mais importantes na história da política. Na época de sua graduação entrou para o Partido Nacional Social Checo, que apesar do nome, era um feroz opositor do nazismo.
Ela era checa e foi executada pelo regime comunista da Checoslováquia sob acusação de conspiração e traição.

A tal ‘conspiração e traição’ veio depois de Milada se voltar contra o regime soviético que dominava seu país. Ela sempre defendeu os direitos humanos das pessoas, e, principalmente a liberdade. Ela foi forte opositora ao nazismo e também se opôs ao regime socialista. 

Milada Horáková foi condenada à morte com mais três dos seus colegas julgados em 8 de junho de 1950. Muitas personalidades famosas, incluindo Albert EinsteinWinston Churchill e Eleanor Roosevelt, pediram a comutação de sua pena, porém apesar disso a sentença foi executada, sendo Milada enforcada na Prisão de Pankrác em 27 de junho de 1950, aos 48 anos de idade.

Infelizmente é muito pouco divulgado os malefícios gigantescos do regime soviético que foi deixado no mundo. A liberdade individual deve sempre ser respeitada e defendida. O mundo nos mostrou de várias formas políticas os maus que um governo pode causar, independente de sua ideologia. Então este artigo fica em homenagem a todas as pessoas inocentes que morreram ou perderam algum familiar nas mãos desse regime tão cruel que foi o regime soviético na Europa.

Bom filme a todos!