Cine PE 2018 | Documentário em curta-metragem “Marias” é o grande destaque da noite de abertura do Festival

Aplaudido de pé, o filme da carioca Yasmim Dias, emocionou e foi o grande destaque da noite de abertura do evento. (📷 Felipe Souto Maior / Divulgação)

Após ser adiado, devido a “crise do combustível” que parou o Brasil, nas últimas semanas, finalmente, a Produtora Cultural Sandra Bertini, conseguiu realizar a abertura da 22ª edição do Cine PE – Festival do Audiovisual. Na noite desta quinta-feira, 31 de maio, o Cinema São Luiz, centro do Recife, foi o palco principal de um dos mais importantes festivais de cinema do país. Apresentado pela jornalista Graça Araújo, o festival exibiu os curtas-metragens como Dia-Um, animação pernambucana dirigida por Natália Lima; O Consertador de Coisas Miúdas, de Marcos Buccini; Sob o Delírio de Agosto, ficção de Carlos Kamara e Karla Ferreira; e Abismo, de Ivan de Angelis.

A carioca Yasmin Dias, realizadora do documentário em curta-metragem Marias, viu sua história ser ovacionada de pé, tornando-a o destaque da grande abertura do Festival. No filme, Dias acompanha a dor de cinco mulheres que sofreram um relacionamento abusivo – sendo uma delas sua própria mãe, morta a sangue frio pelo companheiro. Emocionada, a carioca explicou que compartilhou sua história para que outras mulheres não passem pelo mesmo sofrimento: “Eu transformei a minha dor em arte”, pontuou emocionada e emocionando.

Na sequência, dentro da “Mostra de Filmes Hours Concours”, foi exibido o curta-metragem Desculpe, Me Afoguei, fruto de uma colaboração entre a organização internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) e o estúdio libanês Kawakeb. Para encerrar a noite, o público pôde conferir em primeira mão a comédia Mulheres Alteradas, do diretor estreante Luís Pinheiro. A crítica do longa-metragem ficará disponível neste Cinerama, em breve!

Marcos Buccini lança seu livro “História do Cinema de Animação de Pernambuco”. (📷 Felipe Souto Maior / Divulgação)

No hall do Cinema São Luiz, o cineasta e Pesquisador da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Marcos Buccini, lançava o seu História do Cinema de Animação de Pernambuco, que está sendo vendido pelo preço de R$ 20,00, durante todos os dias da programação do Cine PE. Conforme o próprio autor da obra frisou, ele aceita todos os cartões.

Como parte das homenagens, a cineasta Kátia Mesel foi agraciada com a primeira homenagem da edição 2018, recebendo das mãos do Secretário de Estado da Cultura de Pernambuco, Marcelino Granja, o almejado “Troféu Calunga”. Reconhecida como a primeira diretora de Pernambuco, a realizadora fez um discurso de agradecimento, após assistir um vídeo especial produzido pelo Canal Brasil. “Eu quero dedicar uma parcela dessa homenagem às mulheres, porque nesses 50 anos eu vi o foco mudar. 50 anos atrás, as mulheres no audiovisual eram basicamente as atrizes… Hoje em dia elas desempenham todas as funções dentro do mercado cinematográfico. Cinema não se restringe mais a um só gênero”, agradeceu.

Mas nem tudo foram flores. Nos discursos politizados dos realizadores, durante a apresentação das suas obras, o “Fora Temer” ganhou força com as repostas da plateia. Vaias contra a Rede Globo de Televisão, também foram ouvidas. 

Pelo terceiro ano consecutivo, o Cine PE conta com legendagem eletrônica para atender ao público com deficiência auditiva. O que mostra a preocupação da Direção do evento para com toda a Comunidade. 

Público, jornalistas e presenças VIPs, marcam presença no Cinema São Luiz. (📷 Felipe Souto Maior / Divulgação)

Confira a programação desta sexta-feira, 01 de junho de 2018: 

 MOSTRAS DE FILMES DO CINE PE 2018

Hora: 19:30 h Local: Cine São Luiz

 Acesso: Gratuito com retirada antecipada de ingresso

 LANÇAMENTO LIVRO: HISTÓRIAS DO CINEMA DE ANIMAÇÃO EM PERNAMBUCO

Autor: Marcos Buccini

MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS PERNAMBUCANOS

(MOSTRA PE)

  •  Uma Balada para Rock Lane (PE), Documentário, Direção: Djalma Galindo, 20’

MOSTRA COMPETITIVA DE CURTAS-METRAGENS NACIONAIS

(MOSTRA CURTA BRASIL)

  • Teodora quer dançar (MT), Ficção, Direção: Samantha Col Debella, 23’
  • Balanceia (RO), Ficção, Direção: Juraci Júnior e Thiago Oliveira, 7′
  • Banco Brecht (PE), Ficção, Direção: Tiago Aguiar e Marcio Souza, 8’

INTERVALO

Homenagem Cássia Kis

MOSTRA COMPETITIVA DE LONGAS-METRAGENS

  • Christabel (RJ), Ficção, Direção: Alex Levy-Heller, 113’
  • Os Príncipes (RJ), Ficção, Direção: Luiz Rosemberg Filho, 90’

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , ,


Alyson Fonseca

É um grande e verdadeiro apreciador da sétima arte.

"O cinema é um modo divino de contar a vida"
Federico Fellini

© 2018 Cinerama Clube.

Todos os direitos reservados.

[email protected]

Developed By: Vedrak Devs